Conecte-se com o Verde

  1. Comunidade do Paritdo Verde no Orkut
  2. Flickr do Partido Verde PR

Leandre apoia construção de hospital microrregional em Realeza

| 0 comments

Durante reunião na UFFS de Realeza, deputada assinou um protocolo de intenções para estudo de viabilidade do hospital

A deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR) é signatária de um protocolo de intenções para a realização de um estudo de viabilidade para a implantação de um hospital microrregional em Realeza, no campus da UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul).

A cerimônia para assinatura do pacto aconteceu no Auditório do Bloco dos Professores da UFFS, em Realeza, na última sexta-feira (22), e contou com a presença do reitor da UFFS, Marcelo Recktenvald, do diretor do campus de Realeza, Marcos Antônio Beal, do deputado estadual, Nelson Luersen (PDT), de representantes da Associação Amigos da Saúde de Realeza, e do Rotary Clube do município.

A Associação Amigos da Saúde de Realeza foi criada em 2017 com o objetivo de construir um novo hospital em Realeza, depois que um incêndio destruiu totalmente o Hospital Imaculada Conceição.

Leandre enfatizou que apoia a implantação de um hospital microrregional para trazer a saúde mais perto da população dos municípios da região de Realeza. “Planalto, Pranchita, Pérola d´Oeste, Capanema, Santa Izabel d´Oeste entre outros estão distantes mais de 80 quilômetros de Francisco Beltrão, onde hoje é a referência para atendimentos de saúde. Então, o objetivo é, ao logo do tempo, cobrir esta região com um hospital que atenda as demandas na área de saúde”, reforçou a deputada.

Saúde da População Idosa

A deputada sugeriu, também, que o hospital esteja atento às políticas de cuidado para a população com mais de 60 anos. E que não foque, apenas, em resolver os problemas de saúde. Mas também atuando na promoção de ações de prevenção, com ênfase aos problemas relacionados ao processo de envelhecimento.

“Nós podemos dar uma segunda vocação a esse hospital de pequeno porte para atender pacientes que precisam de cuidados continuados. Nós temos uma população que envelhece muito rápido. O número de idosos já está superando o número de idosos na nossa região. Então, nós vamos, com certeza, precisar de cuidados paliativos e prolongados para atender a população idosa”, acrescentou

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.


HostFirewall